• Publicidade
  • Publicidade
  • Publicidade
  • Publicidade
  • Publicidade
Adrenanews

Medite: Feliz a nação cujo Deus é o Senhor, e o povo que ele escolheu para sua herança !!! - Salmos Cap: 33 Vers: 12

Surfnews


Roxy Pro Gold Coast 2018

Publicado em: 12/03/2018

A segunda-feira em Snapper Rocks foi com boas ondas de 2-3 pés, com boas formações. Dedicado exclusivamente para as  disputas femininas pelo Roxy Pro Gold Coast 2018. Com as baterias dos terceiro e quarto rounds e também as baterias decisivas das quartas de final. Assim como no masculino o surf feminino, está passando por uma renovação e evolução constante e com as novas meninas disputando com igualdade no Line Up com as veteranas da elite do surf mundial. Ontem deu gosto de assistir o surf com altas performances, apresentado pelas meninas. A próxima chamada na Gold Coast será às 18h desta segunda-feira aqui no Brasil 08 horas da manhã de terça-feira na Austrália, com a chamada para o segundo round masculino.

Sally Fitzgibbons em ação nas ondas de segunda-feira em Snapper Rocks. Foto: WSLKelly Cestari

Se anteriomente as meninas eram tratadas como simples coadujvantes nas etapas do World Surf League Championship Tour, agora elas se tranformaram em estrelas, assim como o surf masculino o público assiste as baterias com toda a atenção que elas merecem. Foi um show de surf com disputas acirradas nesta segunda-feira. Pela manhã pelo segundo round com ondas ainda inconsistentes e de um metro, Malia Manuel, Caroline Marks, Stephanie Gilmore, Lakey Peterson, Keely Andrew e Silvana Lima, venceram suas adversárias e carimbaram os seus nomes para o terceiro round.

Silvana Lima em ação nas ondas de segunda-feira em Snapper Rocks. Foto: WSL -  Ed Sloane

O terceiro round com ondas bem melhores os confrontos pegaram fogo. Com acréscimo de tempo nas baterias de 30 para 40 minutos e com o novo regulamento onde somente as duas surfistas mais bem colocadas nas disputas, avançam para às quartas de final as baterias foram eletrizantes e acirradas com um nível das disputas muito elevado para nunca antes visto. Na primeira bateria a norte-americana, Lakey Peterson com manobras fortes surpreendeu a havaiana Carrissa Moore que era a favorita e que terminou em segundo lugar assegurando a sua vaga nas quartas de final. Na sequencia mas uma surpresa com um surf muito pólido e radical a havaiana Malia Manuel, derrotou a campeã mundial Tyler Wright que por muito pouco não perdeu sua vaga nas quartas de final para a havaina Coco Ho.

Lakey Peterson em ação nas ondas de segunda-feira em Snapper Rocks. Foto: WSL -  Ed Sloane

Na terceira bateria a brasuca Silvana Lima mesmo surfando a melhor onda da bateria marcando, 7,83 não foi suficiente para superar a australiana Stephanie Gilmore e a norte-americana Caroline Marks que venceu a disputa. Gilmore saiu na frente mas aos poucos as posições foram se invertendo a cada onda surfada nos minutos finais, Silvana Lima tinha a prioridade mas a boa onda não apareceu para eliminar Gilmore que terminou na segunda colocação com a brasuca despedindo-se de Gold Coast na nona colocação.

Caroline Marks em ação nas ondas de segunda-feira em Snapper Rocks. Foto: WSL -  Ed Sloane

Na última bateria do terceiro round mais uma surpresa das novatas do circuito, a australiana Keely Andrew que nos minutos finais estava em terceiro lugar, encontrou duas boas ondas não somente conquistou sua vaga para a próxima fase com venceu a bateria liderada pela australiana Sally Fitzgibbons com a eliminação da francesa Johanne Defay.

Keely Andrew em ação nas ondas de segunda-feira em Snapper Rocks. Foto: WSL -  Ed Sloane

As quartas de final foram disputas em baterias de 35 minutos, já que apenas duas surfistas disputavam as melhores ondas no Line Up, assim como os rounds anteriores, as baterias foram super acirradas com disputas emocionantes. A norte-americana Lakey Peterson, destruiu as ondas com um surf de manobras power derrotando a atual campeã mundial a australaina Tyler Wright que na próxima etapa em Belss Beach, já não mais competirá com a lycra amarela que será vestida pela campeã da etapa em Snapper Rock. O segundo confronto envolveu duas havaianas e com mais uma surpresa com um surf de linha e manobras fortes, Malia Manuel superou a fávorita Carissa Moore. 

Malia Manuel em ação nas ondas de segunda-feira em Snapper Rocks. Foto: WSL -  Ed Sloane

Na terceira bateria a australiana Sally Fitzgibbons travou um duelo com a sua a norte-americana Caroline Marks de apenas 16 anos, onda a onda, porém a autraliana disposta a terminar com a sina de 3 vezes vice-campeã mundial e enfim conquistar o tão sonhado título mundial, espantou a zebra, eliminando a jovem americana que mostrou que não será uma mera coadjuvante na disputa do título mundial de 2018. E na última bateria do dia e das quartas de final, em uma bateria envolvendos duas australianas e de poucas ondas surfadas, ocorreu mais uma surpresa com a eliminação da campeã do ano passado na Gold Coast e sete vezes campeã mundial Stephanie Gilmore pela excelente novata Keely Andrew. 

Stephanie Gilmore em ação nas ondas de segunda-feira em Snapper Rocks. Foto: WSL -  Ed Sloane

Assim nas semi-finais, teremos no primeiro confronto a norte-americana Lakey Peterson contra a havaiana Malia Manuel e no segunda bateria, uma disputa doméstica entre Sally Fitzgibbons versus a também australaina, Keely Andrew. A próxima chamada na Gold Coast será às 18h desta segunda-feira aqui no Brasil 08 horas da manhã na Austrália, porém provavelmente as meninas terão uns dias de folga somente retornando a o último e decisivo dia de disputas.

ROXY PRO GOLD COAST – Vitória= Final / 2.a= 3º Colocação

1. Lakey Peterson (EUA)  x Malia Manuel (HAV) 

2. Sally Fitzgibbons (AUS) x Keely Andrew (AUS) 

BATERIAS REALIZADAS NA SEGUNDA-FEIRA:

ROXY PRO GOLD COAST – Vitória=Terceira Fase / 2.a e 3.a=Segunda Fase:

1. Malia Manuel (HAV) 12.06 x Tatiana Weston-Webb (HAV) 8.10 

2. Caroline Marks (EUA) 12.33 x Sage Erickson (EUA) 11.16

3. Stephanie Gilmore (AUS) 15.17 x Bianca Buitendag (AFS) 10.40

4. Paige Hareb (AUS) 8.80 x Lakey Peterson (EUA) 14.17

5. Nikki Van Dijk (EUA) 9.50 x Keely Andrew (AUS) 15.33

6. Bronte Macaulay (AUS) 11.27 x Silvana Lima (BRA) 12.76

ROXY PRO GOLD COAST – Vitória= Quartas de final / 3.a= 9º Colocação

1. Carissa Moore (HAV) 14.76 x Lakey Peterson (EUA) 16.26 x Macy Callaghan (AUS) 8.64

2. Tyler Wright (AUS) 13.04 x Malia Manuel (HAV) 13.96 x Coco Ho (HAV) 11.86 

3. Stephanie Gilmore (AUS) 13.40 x Silvana Lima (BRA) 12.76 x Caroline Marks (EUA) 14.17

4. Sally Fitzgibbons (AUS) 14.16 x Johanne Defay (FRA) 13.53 x Keely Andrew (AUS) 14.97

ROXY PRO GOLD COAST – Vitória= Quartas de final / 3.a= 5º Colocação

1. Lakey Peterson (EUA) 15.23 x Tyler Wright (AUS) 12.67

2. Malia Manuel (HAV) 15.83 x Carissa Moore (HAV) 12.60

3. Caroline Marks (EUA) 13.77 x Sally Fitzgibbons (AUS) 12.57

4. Stephanie Gilmore (AUS) 10.83 x Keely Andrew (AUS) 11.87

MASCULINO - Com a desistência do onze vezes campeão mundial, Kelly Slater, que Voltou a sentir a lesão no pé direito que o deixou longe das competições no ano passado, ocorreram mudanças na chaves de baterias para o segundo round do Quiksilver pro Gold Coast 2018. Quem ocupará a vaga do norte-americano,será o sul-africano Michael February. Confira abaixo com ficou as baterias do segundo round. Nove brasucas disputarão o segundo round pois somente Italo Ferreira e Filipe Toledo, conquistaram suas vagas para o terceiro round. A próxima chamada na Gold Coast será às 18h desta segunda-feira aqui no Brasil 08 horas da manhã de terça-feira na Austrália, com a chamada para o segundo round masculino.

Filipe Toledo em ação nas ondas de domingo em Snapper Rocks. Foto: WSL -  Ed Sloane

QUIKSILVER PRO GOLD COAST – Vitória=Terceira Fase / 2.o e 3.o=Segunda Fase:

1. John John Florence (HAV) x Mikey Wright (AUS)

2. Gabriel Medina (BRA) x Leonardo Fioravanti (ITA)

3. Matt Wilkinson (AUS) x Michael February (AFS)

4. Adriano de Souza (BRA) x Ian Gouveia (BRA)

5. Joel Parkinson (AUS) x Patrick Gudauskas (EUA)

6. Sebastian Zietz (HAV) x Michael Rodrigues (BRA)

7. Frederico Morais (POR) x Ezekiel Lau (HAV)

8. Kanoa Igarashi (JAP) x Keanu Asing (HAV)

9. Caio Ibelli (BRA) x Willian Cardoso (BRA)

10. Conner Coffin (EUA) x Yago Dora (BRA)

11. Joan Duru (FRA) x Tomas Hermes (BRA)

12. Jesse Mendes (BRA) x Wade Carmichael (AUS)

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE - A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensesn, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

VEJAM ABAIXO OS VÍDEOS COM OS MELHORES MOMENTOS DA SEGUNDA-FEIRA EM SNAPPER:

Fonte: Edição e Reportagem: Edson Andrade


Adrenanews - Todos os Direitos Reservados

Site desenvolvido por Arara Azul