• Publicidade
  • Publicidade
  • Publicidade
  • Publicidade
  • Publicidade
Adrenanews

Medite: Feliz a nação cujo Deus é o Senhor, e o povo que ele escolheu para sua herança !!! - Salmos Cap: 33 Vers: 12

Surfnews


Rip Curl Pro Argentina 2018

Publicado em: 27/03/2018

O Rip Curl Pro Argentina foi iniciado na terça-feira pelo QS 1500 masculino, com vinte baterias disputadas para definir os 32 que seguem na disputa do título da sexta edição da etapa do World Surf League Qualifying Series em Mar del Plata. A estreia das meninas no QS 1000 feminino ficou para a quarta-feira. Já os homens, todos os setenta inscritos de oito países competiram no primeiro dia e a melhor apresentação foi a do jovem brasileiro Mateus Herdy. O atual campeão sul-americano Pro Junior da WSL South America, conseguiu uma nota 8,0 num belo aéreo e totalizou 13,50 pontos na tarde da terça-feira na Argentina.

Mateus Herdy em ação. Foto: Beto Oviedo / Surfing Latino

Como o dia amanheceu com ondas pequenas, todas as baterias foram disputadas no palco principal do Rip Curl Pro Argentina, em frente ao Biologia Surf Club na Playa Grande. O icônico pico do Yacht, que bombou altas ondas no ano passado, só será utilizado se o mar ficar grande. Apesar da maioria dos participantes ser de jovens surfistas que estão iniciando suas carreiras, os primeiros destaques do dia foram os competidores bem mais experientes. Outro que também se destacou foi o jovem brazuca, Samuel Pupo que venceu a quinta bateria, seguido pelo seu compatriota Daniel Templar, com o peruano Adrian Garcia em terceiro e o brazuca Mateus Sena em quarto lugar. 

Miguel Pupo em ação. Foto: Beto Oviedo / Surfing Latino

Campeão da primeira edição da etapa argentina em 2013, o paranaense Jihad Khodr fez as marcas a serem batidas na terceira bateria da segunda fase. Ele achou duas direitas mais longas para mostrar a potência das suas manobras de frontside e atingir 13,00 pontos com notas 7,0 e 6,0. Outros dois brasileiros estrearam junto com ele e Gustavo Bertotto se classificou em segundo lugar, eliminando Luciano Brulher e o argentino Agustin Bollini.

“Eu só cheguei ontem (segunda-feira) à noite aqui, um pouco atrasado, mas conheço bem essa onda e me sinto bem competindo aqui”, disse Jihad Khodr. “Eu consegui achar boas ondinhas aqui no canal, as ondas estão pequenas, mas para mim o mar está sempre bom e a gente que tem que se conectar com ele. Eu tentei pegar o máximo de ondas possível para conseguir a classificação e estou feliz por ter avançado para a próxima fase”.

O maior nome do surfe argentino, Leandro Usuna, campeão sul-americano da WSL South America em 2016, também confirmou o favoritismo e sua melhor onda valeu 7,10. No entanto, na soma das duas notas computadas, ainda ficou um pouco abaixo do outro recorde do brasileiro Jihad Khodr, totalizando 12,75 pontos. Dois brasileiros ficaram lutando pela segunda vaga para a terceira fase e Fernando Junior levou a melhor sobre Pedro Dib.

Leandro Usuna em ação. Foto: Beto Oviedo / Surfing Latino

“Enfim, passei uma bateria esse ano, porque estava difícil, perdendo em todos os eventos que competi até aqui”, disse Leandro Usuna. “Estou contente por estar em casa, com a família, os amigos, com toda essa boa energia que recebo aqui. As condições do mar mudam muito, mas eu já estava vendo umas direitas boas que entravam ali e estou feliz por ter conseguido achar algumas para fazer boas manobras e ganhar a bateria”.

Depois, só no final do dia estas marcas foram ultrapassadas. O jovem catarinense Mateus Herdy, que no ano passado conquistou o título sul-americano Pro Junior Sub-18 da WSL South America, foi o único a conseguir e somente na 13.a das dezesseis baterias da segunda fase. Ele completou um belo aéreo numa onda que valeu nota 8,0 e somou um 5,50 para totalizar 13,50 pontos no confronto contra o argentino Nahuel Amalfitano e mais dois brasileiros, Guilherme Marques e João Abreu, que avançou em segundo lugar.

RANKING SUL-AMERICANO – Além de marcar pontos para o WSL Qualifying Series, o Rip Curl Pro Argentina também está valendo como a segunda etapa da disputa pelo título sul-americano de 2018 da WSL South America. Essa batalha começou no Peru e os três peruanos que largaram na frente do ranking regional em San Bartolo, não estão competindo em Mar del Plata. Com isso, a briga pela liderança ficou aberta e os principais concorrentes eram os três surfistas que chegaram na Argentina dividindo a quarta posição.

O primeiro deles a competir na terça-feira foi Jhonny Guerrero, que estreou junto com mais dois peruanos, mas os três acabaram sendo derrotados pelo brasileiro Alex Lima. Na disputa pela segunda vaga, Adrian Garcia superou Guerrero, que terminou em terceiro lugar na bateria. Já os dois brasileiros passaram em segundo lugar nas suas, Wesley Santos no confronto vencido pelo argentino Nahuel Rull e Renan Peres, o Pulga, no que Igor Moraes ganhou e fechou o primeiro dia nas ondas da Playa Grande de Mar del Plata. Organizado pela XXL Sports, o Rip Curl Pro Argentina é um dos principais eventos do WSL Qualifying Series na América do Sul e está sendo transmitido ao vivo pelo www.worldsurfleague.com

PRÓXIMAS BATERIAS DO RIP CURL PRO ARGENTINA EM MAR DEL PLATA:

TERCEIRA FASE – 3.a=17.o lugar com 300 pontos e 4.a=25.o lugar com 280 pontos:

1.a: Amando Lins (BRA), Caetano Vargas (BRA), Gustavo Bertotto (BRA), Leonardo Berbet (BRA)

2.a: Diego Aguiar (BRA), Alan Donato (BRA), Jihad Khodr (BRA), Facundo Arreyes (ARG)

3.a: Leandro Usuna (ARG), Roberto Araki (CHL), Leonardo Barcelos (BRA), Julian Serres Honores (ARG)

4.a: Fernando Junior (BRA), José Francisco (BRA), Alex Lima (BRA), Luan Carvalho (BRA)

5.a: Samuel Pupo (BRA), Daniel Templar (BRA), Adrian Garcia (PER), Mateus Sena (BRA)

6.a: Daniel Adisaka (BRA), Juan Ruggiero (ARG), Alax Soares (BRA), Nicolas Vargas (CHL)

7.a: Mateus Herdy (BRA), Nahuel Rull (ARG), Vitor Mendes (BRA),

8.a: João Abreu (BRA), Wesley Santos (BRA), Martin Passeri (ARG),

PRIMEIRA FASE FEMININA – 3.a=17.o lugar com 200 pontos e 4.a=25.o lugar com 185 pontos:

1.a: Dominic Barona (EQU), Marina Rezende (BRA), Ruana Vidda Silva (BRA)

2.a: Nicole Fulford (EUA), Jessica Anderson (CHL), Jessica Fermino (BRA), Ana Laura Gonzalez (MEX)

3.a: Camila Cassia (BRA), Sol Aguirre (PER), Giada Legati (ITA), Candela Baleani (ARG)

4.a: Lucia Cosoleto (ARG), Pomare Dreisziger (CHL), Julia Duarte (BRA)

5.a: Josefina Ane (ARG), Mar del Solar (PER), Catalina Mercere (ARG)

6.a: Lucia Indurain (ARG), Yanca Costa (BRA), Abril Solis (ARG), Bianca Schipani (ARG)

7.a: Lorena Fica (CHL), Sofia Mulanovich (PER), Ornella Pellizzari (ARG), Louisie Frumento (BRA)

8.a: Tainá Hinckel (BRA), Evelyn Gontier (ARG), Flavia Cianciarulo (ARG)

RESULTADOS DA TERÇA-FEIRA NO QS 1500 RIP CURL PRO ARGENTINA:

SEGUNDA FASE – 3.o=33.o lugar com 180 pontos e 4.o=49.o lugar com 165 pontos:

1.a: 1-Amando Lins (BRA), 2-Diego Aguiar (BRA), 3-Narareno Pereyra (ARG), 4-Ihgor Santana (BRA)

2.a: 1-Caetano Vargas (BRA), 2-Alan Donato (BRA), 3-João Jucoski (BRA), 4-Heitor Duarte (BRA)

3.a: 1-Jihad Khodr (BRA), 2-Gustavo Bertotto (BRA), 3-Agustin Bollini (ARG), 4-Luciano Brulher (BRA)

4.a: 1-Facundo Arreyes (ARG), 2-Leonardo Berbet (BRA), 3-Taylor Hutchison (NZL), 4-Radziunas Franco (ARG)

5.a: 1-Leandro Usuna (ARG), 2-Fernando Junior (BRA), 3-Pedro Dib (BRA), 4-Joaquin Juarez (ARG)

6.a: 1-Roberto Araki (CHL), 2-José Francisco (BRA), 3-Luan Hanada (BRA), 4-Ryan Goerig (EUA)

7.a: 1-Alex Lima (BRA), 2-Leonardo Barcelos (BRA), 3-Uriel Sposaro (ARG), 4-Wesley Leite (BRA)

8.a: 1-Luan Carvalho (BRA), 2-Julian Serres Honores (ARG), 3-Luan Wood (BRA), 4-Marcelo Rodriguez (ARG)

9.a: 1-Samuel Pupo (BRA), 2-Daniel Adisaka (BRA), 3-Yhorran Gabardo (BRA), 4-Tab Textor (EUA)

10: 1-Daniel Templar (BRA), 2-Juan Ruggiero (ARG), 3-Vitor Ferreira (BRA), 4-Dylan Cristensen (EUA)

11: 1-Alax Soares (BRA), 2-Adrian Garcia (PER), 3-Jhonny Guerrero (BRA), 4-Sebastian Correa (PER)

12: 1-Nicolas Vargas (CHL), 2-Mateus Sena (BRA), 3-Guilherme Villas Boas (BRA), 4-Ryan Kainalo (BRA)

13: 1-Mateus Herdy (BRA), 2-João Abreu (BRA), 3-Guilherme Marques (BRA), 4-Nahuel Amalfitano (ARG)

14: 1-Nahuel Rull (ARG), 2-Wesley Santos (BRA), 3-Bautista de Abajo (ARG), 4-Pedro Nogueira (BRA)

15: 1-Martin Passeri (ARG), 2-Vitor Mendes (BRA), 3-Anderson Junior (BRA), 4-Jean Pierre Quiroz (PER)

16: 1-Igor Moraes (BRA), 2-Renan Peres (BRA), 3-Edher Reis (BRA), 4-Mariano Arreyes (ARG)

PRIMEIRA FASE – 3.o=65.o lugar com 105 pontos e 4.o=69.o lugar com 102 pontos:

1.a: 1-Nazareno Pereyra (ARG), 2-Yhorran Gabardo (BRA), 3-Feliciano Jimenez (ARG), 4-Bautista Mac Mullen (URU)

2.a: 1-Agustin Bollini (ARG), 2-Alax Soares (BRA), 3-Pedro Berasaluze (ESP), 4-Sebastian Ventura (ARG)

3.a: 1-Joaquin Juarez (ARG), 2-João Abreu (BRA), 3-Victor Valentim (BRA), 4-Deivisson Santos (BRA)

4.a: 1-Alex Lima (BRA), 2-Anderson Junior (BRA), 3-Lucas Santamaria (ARG), 4-Kauê Germano (BRA)

VEJAM O VÍDEO COM OS MELHORES MOMENTOS DE TERÇA-FEIRA:

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE - A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensesn, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo. Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

 

Fonte: Edição: Edson Andrade - Reportagem: João Carvalho WSL South America


Adrenanews - Todos os Direitos Reservados

Site desenvolvido por Arara Azul